Renan e Paulo Meus Eternos Amores...
BRASIL, Mulher, de 26 a 35 anos, Portuguese, Livros
border=0
border=0
 
   Arquivos

20/06/2010 a 26/06/2010
18/04/2010 a 24/04/2010
10/01/2010 a 16/01/2010
03/01/2010 a 09/01/2010
08/11/2009 a 14/11/2009
04/10/2009 a 10/10/2009
23/08/2009 a 29/08/2009
19/07/2009 a 25/07/2009
19/10/2008 a 25/10/2008
24/02/2008 a 01/03/2008
21/10/2007 a 27/10/2007
22/10/2006 a 28/10/2006
03/09/2006 a 09/09/2006
23/04/2006 a 29/04/2006
26/03/2006 a 01/04/2006
12/03/2006 a 18/03/2006
26/02/2006 a 04/03/2006
05/02/2006 a 11/02/2006
22/01/2006 a 28/01/2006
25/12/2005 a 31/12/2005
18/12/2005 a 24/12/2005
11/12/2005 a 17/12/2005
30/10/2005 a 05/11/2005
23/10/2005 a 29/10/2005
09/10/2005 a 15/10/2005
25/09/2005 a 01/10/2005
18/09/2005 a 24/09/2005
11/09/2005 a 17/09/2005
21/08/2005 a 27/08/2005
14/08/2005 a 20/08/2005
24/07/2005 a 30/07/2005
 
border=0
Outros sites

 Minha Princesinha Luana
 Grupo Mamaes de Anjinhos
 Grupo Apoio Mãe
 Blog da Déia
 Blog da Dora
 Blog da Gi
 Blog da Roberta
 Blog da Jane
 Blog da Cris
 Blog da Carol
 Cris do Moranguinho
 Dora e Denguinha
 Dani e Arthur
 Deia e Isabele
 " target="_blank">Link Mamães de Anjinhos


Votação
Dê uma nota para meu blog



border=0
 


                                                                                             

UM ANO....

Um ano, um ano se passou desde a tua partida amor e te juro, pensei que não ia conseguir chegar até aqui, mas cheguei, ainda não sei como, mas cheguei e agora o que dizer...

Que esse ano foi o pior ano de toda minha vida;

Que eu nunca mais tive um momento de alegria;

Que as pessoas sumiram e eu nunca me senti tão sozinha;

Que eu não consegui te esquecer um só dia desses 365 dias que nos separaram;

Que eu nunca senti tanta dor, tanta tristeza e tanta saudade, mesmo já tendo perdido alguém muito especial antes;

Que eu não encontro mais sentido na minha vida, mas não tenho outra escolha a não ser continuar aqui;

Que mesmo a distancia não conseguiu diminuir em um milésimo o amor que eu sinto por você;

Que a minha vida acabou junto com a tua naquele maldito acidente...

Tudo isso não diz nada do que tem sido os meus dias longe de você minha vida.

Eu tenho tentado a todo custo parecer normal, agir normalmente, seguir, como todo mundo espera que eu siga, pela nossa pequena, por mim, mas principalmente por você meu amor, porque eu sei que você sempre quis me ver bem e fez tudo para que assim fosse enquanto esteve ao meu lado. Porque tudo que eu fiz, sempre foi pensando em você, querendo que você se orgulhasse de mim e se você estiver me vendo de algum lugar eu quero que continue assim, se orgulhando de mim, mas te juro meu lindo, não tem sido nada fácil deitar na cama sem você ao meu lado, dormir sem o teu abraço, acordar sem o teu sorriso de bom dia, passar o dia sem ouvir a tua voz e voltar para casa sabendo que de novo eu não vou te encontrar. Isso não é vida... é um martírio que eu nunca sequer imaginei passar.

Você lembra quando eu te disse que você era tudo que eu sempre sonhei num homem, mas que eu nunca me atrevi pedir para Deus, pois achava não merecer? Hoje vejo que eu tinha razão, eu não te merecia, tanto que Deus te levou tão cedo de perto de mim e agora me obriga a ver a vida passar sem a menor graça, sem nenhum sentido... Onde foram parar os nossos planos, o nosso sonho de envelhecer juntos, de fazer tanta coisa que a gente queria fazer, de viver, de ver nossa pequena crescer, de dar para ela todo amor que a gente guardou por tanto tempo? Onde foi para tudo isso? Essa separação foi tão injusta, tão cruel e por mais que eu tente aceitar, eu sei que a gente não merecia isso.

Aqui amor tudo continua como você deixou, mas nada mais é como antes, continuo aqui na nossa casa, as coisas estão no mesmo lugar, as fotos também, tua roupa continua no armário, como se a qualquer momento você fosse voltar, porque era isso que eu mais queria, embora saiba que isso não vai acontecer... Só o que mudou foi o vazio que por aqui ecoa sem a tua presença.

Sabe, eu tenho sonhado muito com você, e esses pequenos momentos é que tem alimentado os meus dias, nos sonhos eu sinto você, eu posso te tocar, te abraçar, sentir teus beijos, mas mais que tudo, eu sinto a alegria que você sempre trouxe para minha vida e que acordada eu nunca mais senti. Como era bom ter você por perto... como eu queria sentir isso de novo, como eu queria te encontrar nem que fosse por um momento, saber de você, como você está, se sente saudades de mim, se está bem, se ainda lembra de nós, mas nada disso é possível e as vezes parece que o meu peito vai arrebentar de tanta saudade de você amor...

Um ano se passou e para mim é como se fosse ontem, se olho pela janela do nosso quarto parece que te vejo plantando a grama que você plantava antes de sair para aquela viagem sem volta, se olho para mesa, vejo você sentado no teu lugarzinho, se saio na rua te vejo nas pessoas, nos lugares que a gente frequentava, se de longe (porque de perto ninguém é igual a você) vejo alguém parecido com você meu coração dispara, as pernas tremem e sinto que o chão foge. Se fecho os olhos consigo sentir teu cheiro, sentir teu toque, lembrar de cada pedacinho de você... mas agora isso é tudo que me restou, e ainda custo acreditar que isso seja verdade, que eu nunca mais vou te ver nessa vida.

Não sei o que será do que restou da minha vida daqui para frente, não sei o que o destino ainda me reserva, nem como serão os próximos anos, só sei que sem você a minha vida já não existe...

E quero que você saiba que esteja onde estiver, do meu coração você nunca saiu. Porque sempre te amei além do amor e agora te amo além da vida e sonho com dia em que vou te encontrar de novo para nunca mais ficar longe de você, porque eu te amo mais que tudo para sempre meu anjo.

 



Escrito por Adri Terres às 22h51
[   ] [ envie esta mensagem ]






Como é possível o mundo ficar tão vazio com a falta de uma única pessoa...

Parece que de repente o mundo esvaziou, eu nunca me senti tão sozinha como me sinto hoje, as vezes parece que eu vou enlouquecer de tanta dor, de tanta saudade, de tanta falta de você meu amor...

Porque você tinha que partir tão cedo e me deixar aqui sozinha, a gente tinha combinado de envelhecer juntos, porque você não me esperou? E agora o que que eu faço aqui sem você? Eu me sinto perdida, abandonada, incrivelmente só...

Será que você me escuta? Será que está bem? Será que ainda lembra de mim? Será que um dia a gente ainda vai se reencontrar? Será que isso vai demorar muito? Será que isso vai acontecer?

Como eu queria poder te abraçar agora, como eu to precisando do teu colo. Eu to cansada de parecer forte, eu não to agüentando tanta dor, tanta saudade...

Eu só queria ter você do meu lado, você que sempre foi a minha força, o meu lado mais bonito, você que sempre me segurou quando eu estava prestes a cair... e agora eu não tenho ninguém. Eu me sinto como uma estranha nesse mundo sem sentido.

Oh, meu amor, porque tinha que ser assim? Tínhamos tantos planos, tantos sonhos juntos, tanta coisa para descobrir ainda e agora nada mais faz sentido.

Eu tenho tentado realizar os teus sonhos para nossa pequena, dando a ela tudo que eu sei que você daria se estivesse aqui, mas não consigo fazer por ela o que você faria, e ela tem sentido muito a tua falta.

Eu sei que você não faria isso de propósito, mas você não podia ter deixado a gente aqui.

Você lembra que naquele dia você não queria ficar fora nem por uma noite para não deixar a gente sozinhas  (e por outros motivos que só nós dois conhecemos) e agora a gente vive sozinhas, essa casa ficou enorme sem você, eu já não tenho ânimo para brincar, cantar, dançar com a Luana como a gente fazia e sei que ela sente falta, mas cadê você para nos animar, para rir, para ficar filmando tudo... acabou amor... ta tudo acabado... a nossa família ruiu... e nós duas agora somos duas sobreviventes nesse mundo idiota.

A Luana tentando se adaptar como pode e eu contando cada dia como um dia a menos para ficar aqui nesse lugar... sei que agora a Luana precisa de mim, e você não ia me perdoar se eu não cuidasse dela, e é só isso que ainda me mantém em pé.

Nunca me senti tão sozinha...

Os poucos amigos que a gente achava que tinha, sumiram todos, cada um está cuidando da sua vida e nós vamos indo assim, sem rumo a esmo... Nada diferente do que já era, só que entes éramos os três e agora...

As vezes olho para nossa filha e penso como você ficaria feliz e orgulhoso de ver como a nossa pequena cresceu, as vezes parece uma mocinha... parece até que estou vendo a tua cara de babão olhando para ela e dizendo como sempre fazia “mas a nossa filha é linda né” porque é mesmo, nossa bonequinha.

Ela fala muito em você e sente a tua falta, e eu deixo ela falar, porque não quero que ela esqueça que teve um pai maravilhoso, um ser humano admirável, mas que por ser especial demais não pode ficar aqui nesse mundo tão diferente de tudo que voe sempre sonhou.

Só espero que você me espere, onde você estiver, e que aquele tchau dito ao telefone não tenha sido nossa última palavra.

Não esqueça nunca, EU TE MO DEMAIS, te AMO PARA SEMPRE...



Escrito por Adri Terres às 23h36
[   ] [ envie esta mensagem ]






Natal, aniversário de casamento, fim de ano...

06 meses sem meu amor!!!

 

25 de Dezembro, sempre foi uma das minhas datas prediletas. Achava essa uma época maravilhosa, sinônimo de festas, alegria, encontros, mas esse ano essa data tem um sentido muito diferente, tem um gosto amargo de saudade e muita, muita dor...

Hoje fazem 6 meses da partida do meu amor, 6 meses em que eu tenho vivido uma vida que parece não a ser minha, 6 meses que busco encontrar uma resposta de porque você tinha que partir tão cedo meu anjo e me deixar aqui nesse mundo tão sem sentido sem a tua companhia.

Como eu sinto a tua falta meu amor! Como é difícil passar por todas essas datas onde as pessoas se encontram, onde as famílias se reúnem para comemorar e eu não tenho o que.

Não entendo porque a vida me obriga a ficar aqui sem você, mesmo sabendo que você era a razão principal da minha existência.

Hoje 6 meses depois, a ficha começa a cair, passado o choque inicial eu começo a conseguir lembrar de você, de nós, de como a gente vivia, de como a gente era feliz e muitas vezes nem se dava conta e aí a saudade bate mais forte e a dor se torna ainda maior.

30 de dezembro, a um dia de acabar o pior ano da minha vida, 5 dias depois dos 6 meses da sua partida meu amor, se você estivesse comigo, estaríamos comemorando nosso 9º aniversário de casamento...

Embora ainda me sinta casada contigo amor, porque o meu coração continua ligado ao teu como quando me apaixonei por você, este ano não poderei comemorar ao teu lado, porque você foi arrancado de mim da maneira mais idiota...

E agora amor? O que eu faço aqui sem você que era minha outra metade? Como continuar sem você ao me lado para me pegar no colo nos momentos difíceis e me dizer da forma mais doce que isso tudo vai passar? E pior como continuar sabendo que a tua ausência não vai passar, que a partir de agora eu vou ter que aprender a sobreviver sem a tua presença, sem os teu carinhos, sem ouvir o som da tua voz, sem sentir o toque suave da tua mão ou o cheiro doce que vinha de você...

Eu simplesmente não sei... tenho ligado o automático da minha vida e simplesmente seguido, mas sei que vai chegar uma hora em que eu vou ter que assumir o controle de novo e sinceramente não sei como fazer isso...

Não sei onde você está, nem como está, só sei que dessa vez você não vai poder me ajudar como sempre fez.

Olho para as paredes da nossa casa, para as nossas coisas, e não vejo mais sentido em nada. Será que ainda falta muito para a gente se encontrar? Será que a gente vai se encontrar um dia?

Mais um ano se finda, um novo ano começa e não resta nada a ser sonhado ou planejado, porque tudo foi podado cedo demais...

É um ano que começa sem fogos, sem champagne, sem o nosso abraço, sem o nosso beijo de feliz ano novo, e o que esperar de um ano assim.

Só que ele passe voando e chegue logo o momento da gente se encontrar, porque por aqui a coisa ta ruim demais....

Te amo meu lindo, como sempre!!!!



Escrito por Adri Terres às 13h19
[   ] [ envie esta mensagem ]






25/11/09 - 05 Meses

 

 Hoje fazem 5 meses que perdi você meu amor, e nem sei te dizer como o que sobrou de mim está em pé.

Junto com você se foram os planos, os sonhos, a esperança, a alegria de viver, o sentido de se estar viva.

Junto com a tua ausência vieram os problemas, as dificuldades, parece que aquela mulher forte e capaz de tudo partiu com você, e o que sobrou é um arremedo de gente, apática e sem vontade ou força para fazer nada.

Tudo que tento fazer dá errado, tudo é muito complicado, eu sinto tanto, tanto, tanto a tua falta que você nem imagina.

Como é difícil não ter a tua companhia, não ouvir mais a tua voz, não sentir mais o teu carinho, não desfrutar mais da tua presença, não ter mais com quem conversar, falar da vida, das coisas, do tempo, da gente.

Como é estranho não ver mais beleza em nada, não sentir prazer por coisa alguma, não saber o que fazer e não ter a tua palavra sempre sábia e apropriada para a ocasião.

Como é estranho se sentir sozinha nesse mundo tão cheio de gente...

Como você era grande meu amor, como a tua presença enchia nossa casa, iluminava minha vida, como eu te amei e ainda te amo...

Não sei onde você está, nem se pode me ouvir, mas se puder, por favor não me esqueça e me espera, eu ainda quero muito te encontrar de novo, eu ainda quero muito ficar ao teu lado mais uma vez, porque o meu amor por você é tão grande que esse tempo que a gente ficou junto foi curto demais para te mostrar. Ficaram tantas coisas inacabadas, tanto por dizer, tanto por fazer, eu não quero crer que a nossa história que sempre foi tão linda, tão cheia do maior e mais puro amor tenha acabado dessa forma tão estúpida.

Desde que nos conhecemos nunca ficamos longe por tanto tempo assim, um dia era tempo demais para a gente ficar longe. Esse inclusive foi um dos motivos da tua pressa em voltar para casa, não deixar a gente passar a noite sozinhas.

Mal sabia você que nos deixaria por todas as noites e dias pro resto de nossas vidas...

Hoje visitando o lugar onde teu corpo descansa, olhando para aquela foto onde você está com aquele sorriso tão lindo, eu não tinha vontade de sair de lá. Queria tanto poder ficar perto de você... mas no fundo sei que você não estava lá... Meu Deus como eu queria te encontrar, como to sentido falta do teu colo, da tua proteção, do teu amor, de você minha vida.

Não esqueça nunca “Te amo como sempre, sinto sua falta como nunca”

Um beijo enorme, cheio de muita saudade da esposa que não te esquece...

 

 



Escrito por Adri Terres às 13h34
[   ] [ envie esta mensagem ]






05 ANOS SEM MEU ANJO

04 MESES SEM MEU AMOR

 

 

Meu Deus, quantas vezes eu perguntei porque, porque meu filho que eu queria tanto teve que partir tão cedo, doeu, doeu tanto, porém achei que com a partida do Renan, já tinha dado a minha cota de pessoas amadas que partem cedo demais.

Mas aí nem 05 anos depois, quando achei que estava recomeçando minha vida ao lado do homem que eu amo e da filha que foi a minha ressurreição, novo golpe, nova perda e mais uma vez um golpe certeiro, desses que te levam ao chão e você fica sem entender o que está acontecendo.

Além do meu filho, perco o amor da minha vida, o homem que eu escolhi para ser meu companheiro por toda uma vida...

Já me foi roubado o sonho de ver meu filho crescer, agora vejo roubada a chance de envelhecer ao lado do homem mais lindo e especial que Deus já criou, o meu amor, o meu companheiro, o meu amigo, a minha alma gêmea...

Para que tudo isso, qual foi o erro tão grave que eu cometi, para ir perdendo um a um dos meus amores.

Até quando vai durar esse castigo que vou recebendo em doses cavalares e nem sei o porquê.

Me sinto como uma criança que apanha do pai, sem saber porque está apanhando e sem aprender nada com isso. E  a cada pancada só aumenta a revolta e a raiva...

Eu, perdi meu filho, perdi meu marido e com eles perdi o encanto pela vida, os sonhos que eu tinha junto com meus amores, perdi a minha casa, minha vida, minha liberdade... Me sinto como um vegetal, que vê as horas passando sem ação, apenas movida pelas necessidades que aparecem constantemente e que agora não tenho com quem dividir. Virei uma resolvedora de problemas, dos mais variados tipos e tamanhos.

Não sei quanto tempo me resta aqui neste mundo que de repente ficou tão sem graça, sem cor e sem brilho, não sei quantas dores ainda terei que passar, mas nesse ritmo, sinceramente não sei até onde eu vou agüentar, antes de enlouquecer de tanta dor, de tanta saudade, de tanta solidão...

Tenho uma filha linda e agradeço por isso, pois hoje é o que me mantém em pé, mas me sinto tão sem força para dar ela o amor e o carinho que ela merece.

A dor é tanta que as vezes tudo que eu quero é ficar sozinha, e viver a minha dor, mas, com ela nem isso eu tenho direito, afinal ela também está confusa, com medo e não desgruda de mim para nada...

Eu não aguento mais, tanta saudade, tanta dor e tanta solidão... me explica Deus, se é que existe uma explicação para tudo isso, ou me tira daqui de uma vez, porque assim ta difícil de continuar...

De qualquer forma parabéns filho pelos seus 5 aninhos, mais uma vez só posso desejar que você esteja bem, mas esse ano teu pai deve estar aí comemorando contigo e você já deve ter percebido que presente maravilhoso é a presença dele. Sei que ele vai cuidar bem de você. Aproveita bastante a companhia dele. Dá por mim um abraço bem apertador nele e diz que mamãe continua o amando muito.

Espero que não demore muito para que eu também possa participar dos teus aniversários... te amo filho.

E você amor, ta me fazendo muita, muita falta aqui, ainda não aprendi continuar essa vida sem você, ta tudo sem graça demais. Não sei porque você tinha que partir tão cedo, acho que nunca vou entender. Não sei onde você está, nem o que está fazendo ou sentindo, nem ao menos sei se consegue me ouvir, só espero que seja como for, um dia eu ainda possa te encontrar de novo, nem que seja pelo menos mais uma vez, para te dar aquele beijo e aquele abraço que ficaram guardados esperando a tua volta, que nunca aconteceu. Se você puder me espera, por favor...

Te amo para sempre...



Escrito por Adri Terres às 08h25
[   ] [ envie esta mensagem ]






 

03 MESES DE SOLIDÃO....

Meu amor, hoje fazem 3 meses que você partiu e eu nem consigo descrever a falta que você me faz, são tantas lembranças, tanta saudade, tanta coisa para dizer, tanta vontade que você estivesse aqui que as vezes parece que se você não aparecer eu vou enlouquecer.

Mas o pior é que eu sei que você não vai aparecer, nem que eu enlouqueça, nem que eu grite, chute, esperneie, xingue o mundo, nada te trás de volta e isso dói demais. Eu não estava exagerando quando te escrevia que não sabia viver sem você, eu realmente não sei. Não sei o que fazer, não sei para onde ir, me sinto completamente perdida sem você por perto. A vontade que eu tenho é de adormecer e não acordar mais até o dia de te encontrar.

Não sinto o menor prazer em ver gente, ir a lugares, nem nada parecido e quando tenho que fazer isso ouço tanta besteira que só me faz ficar pior.

As pessoas acham que eu tenho que procurar te esquecer, como se isso fosse possível, que eu tenho que sair, como se eu tivesse vontade, que eu tenho que viver, como se existisse vida longe de você.

Eu te amei tanto, eu gostava tanto de viver ao teu lado, da tua companhia, eu fui tão feliz contigo, e agora? O que que eu faço para continuar aqui sem você, como é que eu preencho meus dias sem a tua presença?

Eu não encontro mais lugar nesse mundo para mim... e não entendo porque Deus fez isso com a gente, não foi justo com a gente, não foi justo com o nosso amor, que sempre foi tão grande, ser separado assim dessa maneira tão brutal.

Onde você ta meu amor? porque não me dá um sinal de que você está bem, eu queria tanto saber de você, eu precisava tanto de você... eu nunca vou entender, eu nunca vou aceitar essa crueldade que fizeram com a gente... mas eu nunca vou deixar de te amar!!!

Esteja você onde estiver, do meu coração você nunca saiu, porque o nosso amor é para sempre!!!

Eu te amoooooooooooooooooooo!



Escrito por Adri Terres às 08h37
[   ] [ envie esta mensagem ]






DOIS MESES

 

Oi meu pequeno, amanhã você completaria 4 anos e 10 meses, mas hoje o coração da mamãe ta apertado demais pois completa 2 meses sem a presença do teu papai aqui comigo...

Dois meses... e eu ainda não consigo acreditar que você se foi para sempre meu amor...

As vezes me pego esperando que a qualquer momento você entre pela porta me dizendo que tudo não passou de um pesadelo...

Mas a realidade é cruel e bate todos os dias a minha porta assim que eu abro meu olhos, que hoje só conseguem se fechar sedados por remédios que anestesiam a minha existência.

Quanta falta você faz aqui... Quanta saudade eu sinto todos os dias da nossa vida juntos, do nosso amor, da nossa família...

Será que um dia a gente vai estar juntos de novo?

Porque você tinha que partir tão cedo, dessa maneira tão brutal???

Não acho justo, ter te amado tanto e me sentido tão amada por 15 anos e de repente você ser arrancado da minha vida dessa maneira tão brutal, tão estúpida, sem ao menos uma despedida.

Tenho sofrido demais a tua ausência, e não sei se um dia vou me acostumar em viver sem a tua presença, pois me sinto amputada sem você que sempre foi a minha metade mais bonita.

Junto com você eu perdi tanta coisa... a capacidade de me sentir amada, a esperança de envelhecer ao teu lado como a gente sempre sonhou, a nossa vida em família, a nossa casa, pois não pude voltar para lá, a minha liberdade de viver como você sempre me permitiu, a vontade de sair de casa, de ver pessoas, de simplesmente viver...

Olho para nossa casa, para as nossas coisas e percebo que tudo aquilo até ontem era uma conquista hoje não representa mais nada sem você...

Se pelo menos eu soubesse onde você está? Como você está? Se me ouve, se sente, se sabe de nós...

Meu Deus!!! Como pode a vida perder tanto o sentido pela falta de alguém... talvez porque esse alguém fosse especial demais, como você era.

Eu só não entendo porque Deus me acostumou com a tua presença tão especial e te tirou do meu convívio assim dessa maneira!!!

A única certeza que ainda carrego é que nem a morte diminuiu em um milímetro sequer o amor que eu tenho por você. E que o que me mantém aqui é a esperança de um dia te reencontrar e poder olhar novamente nos teus olhos e dizer o quanto eu te amo...

Espero que onde quer que você esteja, esteja bem, desfrutando de tudo que você plantou aqui e não teve tempo de colher...

Te amo para sempre...

 



Escrito por Adri Terres às 09h17
[   ] [ envie esta mensagem ]






Filho, amanhã você estaria completando 4 anos e 9 meses, mamãe ainda sente muito a tua falta, mas hoje sei que você está bem, porque tem ao teu lado o homem mais maravilhoso que Deus já criou, seu pai. Por isso peço licença a você para dizer a ele quanta falta estou sentindo...

Meu amor... hoje completa um mês, que da forma mais estúpida possível, você partiu para junto do nosso filho. Confesso que as vezes ainda não acredito que isso realmente aconteceu, não consigo aceitar a idéia de que Deus fosse capaz de separar duas pessoas que tinham um amor tão grande como o nosso. Você Lembra como a gente planejava envelhecer juntos, e deixar essa vida juntos também?

Tuas coisas continuam tudo onde sempre estiveram, tuas roupas ainda estão no armário, tua escova de dente continua no banheiro, tuas fotos continuam na parede e por toda casa como que esperando que a qualquer momento você volte como havia prometido quando saiu para aquela maldita viagem.

Sei que talvez isso seja loucura, mas foi a forma que achei para suportar não te ter por perto, acreditar que você continua viajando, mas que um dia vai voltar...

Dói... como dói a tua ausência, como sinto tua falta... da tua presença que enchia nossa casa, do teu sorriso que iluminava minha vida, do teu carinho que me fazia me sentir especial, do teu amor que me fazia viver...

Hoje os dias passam sem sentido, sem cor, sem brilho, sinto que minha vida acabou naquele momento em que vi teu corpo gelado já sem vida sobre aquela mesa...

Não sei como continuar sem você, nossa filha sofre tua ausência e eu tenho que continuar por ela...

Sabe queria tanto te encontrar em breve, saber como você está, te ter por perto novamente, mas sei que você não me perdoaria se eu não cuidasse da Luana aqui...

Se você puder, pede a Deus que não me deixe muito tempo aqui longe de você, pois não sei continuar sozinha...

Sinto demais a tua falta... e só carrego uma certeza... Você É o amor da minha vida e nem a estupidez da morte vai nos separar...

TE AMO PARA SEMPRE E FICO NA ESPERA DE EM BREVE TE REENCONTRAR!!!

 

Da esposa que te ama e sempre te amou mais que tudo....



Escrito por Adri Terres às 10h44
[   ] [ envie esta mensagem ]






QUATRO ANOS....

 

Não sei porque você se foi quantas saudades eu senti e de tristeza vou viver aquele adeus não pude dar. Você mudou a minha vida nasceu morreu na minha história...”

Parece mentira, mas 4 anos se passaram desde o dia em que nos silenciosamente nos despedimos filho...

Como as coisas mudam....

Como o tempo não perdoa.

A quatro anos eu era alguém cheia de sonhos, impulsionada pela felicidade de conhecer o meu filho tão esperado...

Você filho era a promessa de continuação de uma vida mais completa com a tua chegada.

Hoje, quatro anos depois, eu sou uma outra pessoa, não sei se melhor ou pior, mas muito diferente de tudo que eu era, uma mãe que hoje carrega a saudade eterna e a lembrança de alguém a quem nem se quer me foi dado a chance de uma despedida...

E você meu pequeno anjo, hoje é uma lembrança boa, um pedacinho de mim que hoje mora em outro lugar, mas que carrego com todo carinho em um cantinho muito especial do meu coração, especialmente reservado para um serzinho especial como VOCÊ RENAN...

Quatro anos depois... muita coisa mudou... muita coisa aconteceu... algumas boas, outras nem tanto... outras ainda que eu preferia não ter vivido, mas em todas elas eu sempre imaginei como seria se você estivesse comigo!

Sei que vai ser assim para sempre, queria demais ter a nossa família toda junta aqui... fico pensando que coisa linda seria sair com meu casalzinho de filhos... eu sempre quis ter um casal, e tive...

Mas hoje, embora ainda não tenha conseguido entender, embora carregando a eterna pergunta de porque tudo tinha que ser assim... vendo a realidade de outras crianças especiais como você, sei que esteja onde estiver, você deve estar bem melhor do que aqui...

Por isso hoje em mais um aniversário seu... eu me despeço com a saudade de sempre, com o amor de sempre, com o carinho de sempre, mas conseguindo dizer uma coisa nova que antes eu não conseguia... DEUS SABE O QUE FAZ!

De qualquer forma não posso deixar de dizer PARABÉNS MEU AMOR... Feliz aniversário! E não esqueça nunca que mamãe te ama demais... a cada dia mais... pra sempre!



Escrito por Adri Terres às 08h31
[   ] [ envie esta mensagem ]






Perder um bebê...

É como acordar e ver que tudo não passou de um sonho;
É como voltar de marcha-ré todo o caminho já percorrido;
É voltar a ser uma pessoa “comum” depois de um tempo se sentindo “especial”;
É ter que esperar passar o tempo para se sentir melhor;
É sentir que tudo ficou sem graça;
É saber que isso acontece, com muitas pessoas, mas não sentir alivio por não estar sozinha!, e é péssimo!
É sentir solidão porque já havia se acostumado em vê-lo todos os dias.
É procurar a causa da perda mesmo sabendo que não dá para encontrar;
É alternar fases de não querer mais engravidar com outras de desejar conceber imediatamente;
É ter acreditado que comigo não aconteceria esse imprevisto e perceber que essa sensação de proteção é falsa;
É conhecer mulheres que engravidaram na mesma época e observar seus bebes no colo e o seu não estar mais ali;
É sofrer sozinha, apesar do apoio da família e dos amigos;
É ter que encarar de frente a sensação de incompetência;
É exercitar a paciência para esperar o que o destino está guardando;
É sorrir, mas o coração esta em pedaços, e ter que caminhar com uma saudade infinita no peito...

 



Escrito por Adri Terres às 07h07
[   ] [ envie esta mensagem ]






Você partiu


Você partiu...
Sem um lamento.
Sem uma palavra.
Sem um sorriso.
Sem uma lágrima.
Sem um abraço.
Sem um beijo.
Sem um adeus.

Você partiu...
Após tantos anos.
Após tantas vitórias.
Após tantas alegrias.
Após tanto amor.
Após tanto carinho.

Você deixou...
deixou tantas perguntas.
deixou tantos anseios.
deixou tantas incertezas.
deixou tantas saudade.
deixou tanto vazio.

Você levou...
levou um pedaço de m'alma.
levou um pedaço do meu coração.
levou um pedaço de minha ilusão.
levou um pedaço da minha vida
levou um pedaço de mim mesma.

E eu chorei...
Chorei pela sua vida.
Chorei pela sua falta.
Chorei pelos seus sonhos.
Chorei por tantas saudades.
E de tanto chorar por ti,
chorei por mim mesma.

 mensagem recebida da amiga Michele (Mamães de Anjinhos)



Escrito por Adri Terres às 08h36
[   ] [ envie esta mensagem ]






3 ANOS SEM VOCÊ...

1, 2, 3...

Falando assim parece que passou tão rápido, mas só quem conhece a dor da saudade, sabe o que são 3 anos sem alguém que a gente ama.

Temos a falsa esperança de que passando o tempo, a gente vai conseguir superar a dor da partida e as coisas vão voltar a ser como antes, mas a cada ano nos vem a certeza de que isso nunca vai acontecer.

Em cada 26/10 a mesma história se repete, a cabeça volta no tempo e recorda passo a passo, o que aconteceu naquele dia em que tudo estava programado para ser o dia mais feliz de nossas vidas, mas... não foi!

Sonhos desfeitos...

Felicidade adiada...

Realidade cruel...

E tudo que nos resta hoje é recordar...

3 Anos...

Como a vida mudou nesse tempo, mas a felicidade, ah! a felicidade, essa nunca mais foi a mesma.

Pois em cada momento feliz que a gente vive, sempre se faz presente a ausência daquele serzinho tão pequeno e tão frágil que não nos permitiu desfrutar da sua presença em nosso dia a dia.

Em cada foto de família, falta você filho...

Em cada momento juntos, falta você filho...

Na nossa vida, sempre vai faltar você filho...

Porque você era único, insubstituível, inigualável... Você era o meu filho...

Tão amado e desejado como sua irmãzinha que felizmente está aqui...

Tão esperado e hoje tão distante fisicamente...

Hoje, pela primeira vez não vou a cemitério no dia do seu aniversário, pois a vida que levo hoje não me permite, mas sei que você sabe que meu coração mesmo sangrando celebra hoje o dia que você nasceu, um dia especial, que marcou minha vida profundamente.

Que não tem mais o mesmo brilho de antes, mas que mesmo assim é o seu dia filho.

Desejo de todo meu coração que onde quer que você esteja, seu coraçãozinho esteja feliz, e seu espírito possa sentir um abraço apertado e afetuoso de uma mãe saudosa, mas com o coração repleto de amor por você minha criança.

Fica bem e Feliz aniversário...

Te amo PRA SEMPRE...



Escrito por Adri Terres às 14h43
[   ] [ envie esta mensagem ]






2 ANOS SEM VOCÊ...

 

Diz o poeta que “O tempo não para...”

Mas há momentos que ficam eternizados em nossas vidas e que toda vez que recordamos parece que o tempo não passou, pois continua doendo como naquele dia, naquele minuto, naquele segundo em que aconteceu.

É uma sucessão de lembranças de cada momento vivido, de cada palavra ouvida, de cada dor sentida.

É uma tristeza que se disfarça no dia-a-dia para continuar seguindo em frente, já que essa é a única alternativa.

É uma saudade insistente, doída, quase insuportável...

E não importa o que aconteceu depois, o que conta, o que dói, o que machuca é a falta DAQUELE alguém que se foi para nunca mais...

Hoje filho, você faria 2 anos, sempre que vejo uma criança dessa idade me pego novamente a imaginar como seria se você estivesse aqui, quais progressos teria feito, o que estaria fazendo, como seria minha vida e como seria a tua... imagino porque essa é a única coisa que me resta fazer em relação a você, não tenho lembranças para serem recordadas de momentos vividos só saudade do que poderíamos ter sido.

O tempo passou, são dois anos, e minha vida nunca mais foi a mesma, me sinto mutilada sem você, pedacinho de mim, sofro quando me perguntam se a Luana é a minha primeira filha e mais ainda quando muitas vezes tenho que mentir que é para não ver a cara de pena das pessoas ao me olharem, mas sei que você sabe é o meu primeiro filho, muito amado e querido, mas que teve que partir tão cedo...

Mais um ano, mais uma festinha que não vai se realizar aqui, mas que espero seja para você um momento de muita alegria, que os anjos do céu festejem esse momento lindo e que onde quer que você esteja sinta meu abraço apertado e o meu coração te dizendo FELIZ ANIVERSÁRIO FILHO... TE AMO PARA SEMPRE!



Escrito por Adri Terres às 09h43
[   ] [ envie esta mensagem ]






Caramba, quanto tempo!

As coisas andam meio abandonadas por aqui, mas é por pura falta de tempo.

Desde que a tua irmãzinha nasceu mamãe não teve mais tempo para escrever aqui, mas você sabe que não foi esquecido em só segundo.

É incrível como o tempo passa e os sentimentos continuam iguaizinhos, só a saudade que aumenta cada dia mais. A diferença é que agora quando a tristeza aperta, eu olho para tua irmãzinha e vejo que não estou mais sozinha, não tenho você filho, mas tenho outro anjinho lindo que Deus mandou para dar um novo sentido a minha vida.

Sabe filho ir visitar teu corpinho no cemitério me causa sempre uma grande dor, porque queria que você estivesse aqui e não lá, mas na nossa última visita eu senti um sentimento estranho, não foi alegria, mas uma grande satisfação em poder reunir a minha família, você, papai, a Luana e eu. Foi um sentimento único, que eu queria que tivesse sido de outra forma, mas como nem tudo ocorre como a gente quer, foi assim mesmo...

Você já poderia estar quase completando seu segundo aninho, mas agora vai ser só mais um dia que poderia ter sido e não foi...

Mas continuo agradecendo a tua existência e te amando como sempre...

Beijos da mamãe que não te esquece.

 



Escrito por Adri Terres às 18h01
[   ] [ envie esta mensagem ]






UM ANO E SEIS MESES...

 

Mais um mês se passou filho, mas desta vez mamãe não estava sozinha, no dia em que você completaria 1 ano e 6 meses, sua irmãzinha estava fazendo 13 dias, é filhote, ela está aqui com a gente, é muito linda e tem nos devolvido a vontade de viver, mas em nenhum momento nós esquecemos de você, de volta aquele hospital revivi tudo que passamos lá e doeu demais, e agora cada coisinha que vivo com ela fico imaginando como teria sido com você, mas como sabemos que não poderemos viver isso juntos, agradeço a oportunidade de poder viver com sua irmãzinha e sei que você também está muito feliz por ela estar aqui.

Por isso hoje eu queria te agradecer, te agradecer por você ter existido na minha vida, por ter me ensinado tanto nesse curto espaço de tempo que esteve aqui, pois é por você, pelo que você me ensinou que hoje sei que sou uma mãe melhor, muito longe da perfeição, mas muito melhor que antes.

Fica bem meu anjinho lindo e continua cuidando da gente, precisamos de você e sabemos que está conosco em cada minuto de nossa existência...

 



Escrito por Adri Terres às 16h21
[   ] [ envie esta mensagem ]






[ ver mensagens anteriores ]
border=0
var trailimage=["http://vickys.com.br/diversos/cursorcomgif/variados/007.gif", , ] var offsetfrommouse=[12,10] var displayduration=0 if (document.getElementById || document.all) document.write('
') function gettrailobj(){ if (document.getElementById) return document.getElementById("trailimageid").style else if (document.all) return document.all.trailimagid.style } function truebody(){ return (!window.opera && document.compatMode && document.compatMode!="BackCompat")? document.documentElement : document.body } function hidetrail(){ gettrailobj().visibility="hidden" document.onfiltered="" } function followmouse(e){ var xcoord=offsetfrommouse[0] var ycoord=offsetfrommouse[1] if (typeof e != "undefined"){ xcoord+=e.pageX ycoord+=e.pageY } else if (typeof window.event !="undefined"){ xcoord+=truebody().scrollLeft+event.clientX ycoord+=truebody().scrollTop+event.clientY } var docwidth=document.all? truebody().scrollLeft+truebody().clientWidth : pageXOffset+window.innerWidth-15 var docheight=document.all? Math.max(truebody().scrollHeight, truebody().clientHeight) : Math.max(document.body.offsetHeight, window.innerHeight) if (xcoord+trailimage[1]+3>docwidth || ycoord+trailimage[2]> docheight) gettrailobj().display="none" else gettrailobj().display="" gettrailobj().left=xcoord+"px" gettrailobj().top=ycoord+"px" } document.onfiltered=followmouse if (displayduration>0) setTimeout("hidetrail()", displayduration*1000)